Investir em obras de arte moderna

As vendas de obras de arte têm vindo a bater recordes. Segundos dados da Artnet, em 2014 foram vendidas mais de 2000 obras por um valor superior a um milhão de dólares cada. Globalmente, estamos a falar de um mercado que movimenta anualmente mais de 60 mil milhões de euros.


Há cada vez mais investidores a fazerem companhia aos coleccionadores no mercado de arte. E para aqueles primeiros, para os quais à partida os conhecimentos artísticos serão inferiores aos conhecimentos financeiros, podem obter recomendações junto do ArtRank, um site criado de Fevereiro de 2014.
Baseando as suas informações com base na informação prestada por 40 profissionais de arte espalhados por todo o mundo, o site ArtRank elabora trimestralmente um ranking de artistas divididos por cinco categorias de recomendação:
- comprar por menos de 10 mil dólares
- comprar por menos de 30 mil dólares
- comprar por menos de 100 mil dólares
- artista em ascensão
- vender
- desfazer-se do que tem
Para cada categoria são divulgados os nomes dos dez artistas que melhor satisfazem várias variáveis. A elaboração do ranking leva em conta não só a opinião dos especialistas mas resulta também do resultado de um algoritmo que envolve engenharia financeira. Segundo o ArtRank, trata-se de um algoritmo criado para um fundo de investimento que garantiu um retorno no investimento de 4200% durante um período de 16 meses.
O que está em causa não é a avaliação estética ou artística das obras mas tão somente o seu valor como produto de investimento.
É possível ainda adquirir obras de arte que são colocadas em venda directa no próprio site três dias por semana.

Aceder ao ArtRank.

Sem comentários:

Enviar um comentário